segunda-feira, 5 de maio de 2008

Pânico em revista feminina


É com grande "alegria" que vejo o tema a desabrochar numa revista feminina... É óptimo que se fale em coisas que quem sofre quer esconder... É ainda mais importante que se dê esperanças de que tudo, todo o sofrimento pode ser passageiro e ultrapassado!!

"Retrato de uma Perturbação Típica do nosso Tempo

Os números - Os ataques de pânico afectam cerca de 4% da população mundial, sendo que mais de 10% das pessoas já sofreu pelo menos 1 ataque.

O primeiro ataque - Pode surgir durante a adolescência, mas grande maioria das mulheres e homens que sofre este transtorno tem entre 20 e 40 anos. Já iniciaram a sua vida profissional, são extremamente produtivos e assumem, com frequência, cargos de elevada responsabilidade.

Desencadeantes - Normalmente são precedidos por uma experiência traumatizante ou assustadora. A componente genética e certos factores biológicos (como um sistema nervoso facilmente excitável) também justificam uma grande percentagem dos casos.

Perfil - As principais vítimas são perfeccionistas, muito exigentes consigo próprias e têm dificuldade em lidar com erros ou imprevistos. Têm tendência a subestimar as suas necessidades físicas e reprimem todos os sentimentos negativos, como a irritação e o conflito, o que origina uma permanente acumulação de stress.

Negação - Na maioria dos casos, uma reacção é negar que se viveu um ataque de pânico. Por serem pessoas extrovertidas, determinadas e decididas, têm dificuldade em considerar-se a elas próprias emotivas ou deprimidas." (In Happy Woman - Maio 2008)

Claro que isto generaliza muito... mas pode despertar um interesse para mais pesquisa e procura do conhecimento sobre o tema.

1 comentário:

Sónia Pessoa disse...

está nas tuas mãos, linda...