quarta-feira, 10 de março de 2010

Adeus má disposição!


Pois é... e passados 3 meses - mais coisa, menos coisa - heis que a má disposição, a depressão diária, o choro compulsivo sem razão, a descrença no futuro e até a pouca vontade de fazer o que quer que seja já são coisas do passado!

Obrigada!!!!

Já não aguentava mais achar-me a mulher mais má do mundo, mais infeliz do mundo, mais anormal do mundo e só porque estou grávida e não deveria ter maus pensamentos, sentimentos e emoções...

Para mim, a simples razão de estar grávida deveria ser a maior força do mundo para conseguir levantar e apagar qualquer depressão, ansiedade, ou qualquer outra coisa má e prejudicial para o bom funcionamento do corpo/espírito humano!

Mas... pelos vistos estava redondamente enganada! Parece que é normal sim senhor uma quebra de rendimento, um humor instável, enjoos de não querer ver nem cheirar a comida... enfim... um rol de mudanças que inevitavelmente uma mulher é sujeita assim que a presença de um outro ser se torna realidade.
...

4 comentários:

Cris disse...

ah, o(a) miúdo(a) já te está a dar trabalho.

Que Bom, mulher! Força aí!

A Escorpião disse...

Graçasssssssss a Deussssssssss.
O meu sobrinho vai ser tão lindoooo!

Anónimo disse...

São aquelas fazes de mãe que muita gente não conhece e assusta-se quando dá de caras com algo desconhecido. Vais ser uma mãe muito querida.Uma mãe meiga, carinhosa e alegre, tal como és com tudo e todos o que te rodeia. Tudo de bom para vocês.

o 1º paciente

Zé Miguel Gomes disse...

Bem-vinda. Nada como um outro, ainda antes de nascer, te trazer ao mundo, de novo, nova. Parabéns!