terça-feira, 5 de agosto de 2008

Telejornal...


Sinto-me um bocadito anormal...
Já há algum tempo que não consigo ver um noticiário do início ao fim sem chorar perante o sofrimento que neste é mostrado...

Como é possível o sofrimento alheio ser noticiado de uma forma tão fria, tão pragmática e desprovida de sentimento?

Violência nos idosos, mortes nas estradas, tragédias pelo mundo todo... e de repente: a importância do discurso do presidente da república, as pulseiras electrónicas para os bebés, e outras banalidades comparadas com as demais...

NÃO!!!! Tenho que desligar a televisão... Recuso-me a estar a par do que se passa no mundo...
Revolta-me a indiferença das pessoas de poder... Revolta-me a perda de tempo dos políticos com os números aparentes para pertencerem à União Europeia...

Quando é que o Ser Humano e o seu interior vai ser valorizado? Snif...
Ver as notícias faz-me ficar triste... :-(

4 comentários:

Cris disse...

Tiras as palavras da minha boca, da minha alma e de muitas outras almas! Acho que temos que bater o pé!
Abraço forte, amiga!

Cátia disse...

Querida, concordo contigo, por vezes parece que vivemos numa sociedade de fachada, em que a informação à população é ainda "pensada" na forma em dar enfase a certas coisas, mais que a outras que dao "mais audiencias".

A vida é sem duvida cruel, mas cruel é pensarmos que para tudo não passam de numeros, quer de audiencias, quer de valores para a UE, ou outros.

EStá em nós podermos mudar isso, mudar um bocadinho. Nao podemos mudar o mundo, mas podemos mudar o nosso mundo... Façamos a nossa parte.

Beijinhos para ti

Sónia Pessoa disse...

Olá linda, tudo bem contigo? Em relação ao teu post tens toda a razão, mas o mundo é assim desde sempre e nós temos de aprender a viver com isso, a identificar o que está mal sem nos deixarmos desnortear por isso.
Beijo e força, pois ainda há coisas belas nesta vida para apreciar.
Beijinhos,
Sónia

Lua disse...

Minha amiga Cris, sei que sentimos isto da mesma maneira! Xi gd!

Queridas Cátia e Sónia,sim... tento já mudar o meu mundo (sei que vocês também o fazem diariamente!) e não tenho dúvidas que existem muitas pessoas e coisas belas neste mundo... Obrigada pela esperança, pessoas especiais!