quinta-feira, 25 de junho de 2009

Saída à Noite


Após alguns meses de casa, tivemos a nossa primeira saída à noite... completamente sozinhos...

E para onde fomos nós?

Trabalhar...

Lembro-me de estar na empresa às 2h00 da manhã de domingo e a pensar: "O que estou eu aqui a fazer?... De certeza que esta empresa é minha! A camisola já não me sai do corpo... está quase que tatuada..."

TrIsTeZa!!!!

Sei que para ti eu sou O Trabalho...
E como saber isso me dói...

Queria ser para ti muito mais que isso...
Queria ser o teu porto seguro, onde finalmente, depois de trabalhar loucamente sem descansar, pudesses respirar em paz...
Queria ser a tua casa, onde é sempre bom chegar...

Compreendo-te... mas... a nossa vida tem que ser mais que isto!

4 comentários:

Cris (Mahinder Kaur) disse...

Muda, mas olha, não faças nada que eu não quero. Aliás, eu querer, quero a minha sopinha! :P
Um xi para dar força!

A Escorpião disse...

Amiga, este trabalho é mesmo assim, não nos tatua só a camisola no corpo tatua o logotipo e as pessoas na nossa alma na nossa consciencia, eu que o diga que ando cá há mais tempo que tu, feliz ou infelizmente.
Por muito que alguem te veja como " o trabalho" acho que são desabafos que não deveremos traduzir em palavras a não ser que sejam cuidadas.
Acredito que não tenha passado de isso mesmo... um desabafo. Pensa positivo, profissionalmente, ficas a perceber que és capaz de tudo e que tens inteligencia e capacidade para agarrar qualquer projecto e fazer dele um "susexo".
Se tens hipotese de mudar para melhor... muda! Mas mudar para ficar em casa, conhecendo e traçando o teu perfil, não te vai fazer bem... todos gostamos de nos vermos realizados e em casa isso nao acontece quer queiras aceitar isso quer nao queiras.
Enquanto aqui estiveres serei a tua moleta, a tua lua movedora, a tua companheira.
Estou aqui para o que precisas e sobretudo para o que precisas mas não sabes!
Beijinho na ponta do nariz.

Sónia Pessoa disse...

Estás é a precisar de férias!!!... por falar em férias, quando as tiveres gostava de te convidar para vires a Braga almoçar comigo, alinhas? Daí aqui é meia horita...diz qualquer coisa, manda um mail.

Cátia disse...

Ola minha querida,

Nem sempre é facil pensarmos que nao somos mais do que isso... Mas no fundoÇ naquele ou noutro momento sabe-lo que nao... Existe aquele outro olhar, aquele toque...

É preciso que desabafes, mas nao so aqui... Desabafa com quem te magoa, com quem te deixa triste... Aqueles que importam. Porque tambem eles poderao ajudar-te a caminhar, tambem eles poderao mudar um pouco o que te magoa.

Força minha querida amiga.
Xi daqui ate a Lua.
CA